Posts com Tag ‘significado’

Origem: Hinduismo

Etimologia: AUM

Significado: ॐ Essa sílaba única, Om, vem dos Vedas. Como uma palavra sânscrita, significa avati raksati – aquilo que lhe protege, lhe abençoa.”aquilo que protege, sustenta”. É considerado o som mais próximo da palavra divina, e a origem de todas as demais. Segundo o Mandukya Upanishad, OM é aquele que existiu e existirá sempre. 

A sílaba OM é considerada por várias escolas, mestres e tradições o som primordial do Universo. Assim, pode-se afirmar que OM é o princípio, meio e fim. É a totalidade. É chamado na Índia por mátriká mantra, o som matriz matriarcal que tudo originou. Nos Vedas, é definido como “aquele que tudo inclui, a origem e o fim do Unverso”.

Portanto, Nele o universo se cria, se conserva e se dissolve. É o som-semente que desenvolve o centro de força da “Terceira Visão”, responsável pela intuição, meditação e pelos fenômenos da telepatia e clarividência.

É o primeiro dos símbolos sagrados na Índia que possui a força de ser a descrição visual do som cósmico, do qual toda a matéria e o espaço são originados. No seu som monossilábico, contém Brahman ou o universo inteiro em sua energia. O universo inteiro significa não somente o universo físico, mas também a experiência dele. Deste modo, o OM é fundamental na cultura Hindu, e seu símbolo é a primeira figura que toda a criança deve desenhar no início de sua educação.

tibetan-om-small1Ele é, também, a primeira evocação que é cantada para evocar os deuses numa oração. Seu motivo pode ser visto em pórticos, portões, templos, livros em geral, textos religiosos, em berços de recém nascidos e em roupas cerimoniais, numa grande variedade de cores e com muitos tipos de enfeites.

OM é a contração da palavra SOHAM e é, assim, o Som Primordial, o sopro vital, o som de vida. Ele equilibra o Ser dando-lhe todo o seu poder estabelecendo a harmonia entre os diversos veículos do homem integral nas suas três divisões fundamentais (corpo, mente e espírito). Por outro lado, sendo o som mais puro que existe, ele regenera o homem a todos os níveis e situa-o no plano divino. OM é, por excelência, o som universal de meditação, aquele que dá progressivamente acesso às mais altas realizações espirituais.

Dentro do símbolo há os cinco elementos do Universo – terra, fogo, ar, água e éter. Confome o mestre hindu Pranavopanishad, o A é nirman (criação de tudo), é Brahma, o criador e a Terra. U é shiti (conservação do Universo), é Vishnu, o preservador. O espaço M é Pralaya (transformação do Universo), é Shiva, o dstruidor e a iluminação. Observe que na existência tudo é regido por estas três energias: criação, preservação e destruição.

Finalizando, para Jung o OM significa é “o som que a natureza faz quando está em harmonia consigo mesma”.

Fontes: Symbolom, Paula Soveral e Livro ” Joseph Campbell Vida e Obra”.

Termo de origem chinesa, cuja tradução literal é vento e água. Sua pronúncia correta em mandarim é “fon xuei”.

Feng Shui é uma milenar arte/ciência chinesa que existe a mais ou menos 4.000 anos que busca a harmonia e o sucesso dentro de um determinado ambiente, através dos cinco elementos da Astrologia chinesa e o equilíbrio do Yin e Yang.

O Feng Shui estuda e analisa as energias Chi (energia vital) do ambiente visando melhorar o local onde as pessoas habitam ou trabalham.

O Feng Shui trabalha e manipula o Chi, que é a energia vital que está em tudo e em todos, dando vida.  O ser humano possui o seu próprio Chi e esse está interligado com o Chi do universo e da terra e essas energias estão se relacionando umas com as outras o tempo inteiro.  Todos os seres vivos emitem e absorvem energia, por isso se o ambiente estiver desequilibrado ou desenergizado irá refletir nas pessoas que ali vivem. 

O Feng Shui é aplicado em residências ou empresas para equilibrar as energias e ativá-las para proporcionar um equilíbrio que irá refletir em nossa vida, alterando o destino dos ocupantes para uma vida mais próspera, cheia de saúde, amor, sucesso, seja na carreira ou nos relacionamentos, enfim, uma vida melhor em todos os sentidos.

20070109215817-rezandoUm estudo feito pela Universidade de Waltham descobriu que 90% dos adultos rezam (ou acreditando naquilo, ou só para cobrir as bases). Mais da metade deles reza mais de uma vez por dia.

O autor da pesquisa dividiu os rezadores em três categorias:
28% pediam algo,
28% agradeciam e pediam
22% só agradeciam

Orar vem do latim orare; e rezar, do latim recitare, que também deu em português recitar.

Já em latim, os verbos orare e recitare têm sentidos muito próximos: o primeiro significa “pronunciar uma fórmula ritual, uma oração, uma defesa em juízo”; o segundo, “ler em voz alta e clara” (portanto, o mesmo que em português recitar).

Entretanto, para orare prevaleceu na latinidade e nas línguas românicas o sentido de rezar, isto é, dizer ou fazer uma oração ou súplica religiosa (cfr. A. Ernout-A. Meillet, Dictionnaire étymologique de la langue latine – Histoire des mots, Klincksieck, Paris, 4ª ed., 1979, p. 469).

O que a religião e a fé têm a ver com doenças mentais como a depressão?

De acordo com estudos de vários especialistas, dentre eles o psiquiatra Paul Kielholz, de Basiléia, Suíça, o aumento do número de pessoas com depressão se deve, em grande parte, à decadência dos costumes e ao afastamento da
religião. A depressão afasta o homem de Deus, pois o impede de progredir – finalidade do homem na terra, além do que, tira-lhe a fé e a esperança. Não encontrando saída e não acreditando mais na vida, abandona-se aos caprichos
da morte. Em 1996 mais de 33.000 pessoas, vítimas da depressão, tiraram a própria vida, nos Estados Unidos.