Posts com Tag ‘costumes’

O misticismo do Povo Cigano

Publicado: 03/04/2009 por Kakao Braga em Arte & Cultura, Atualidades, História
Tags:, ,

Se os ciganos já exercem um fascínio sobre nós, essa magia se acentua ainda mais quando conhecemos realmente a sua história, suas tradições, o seu modo todo especial de viver.

Os rom (plural: roma), chamados vulgarmente de ciganos são povos tradicionalmente nômades, originários do norte da Índia e que hoje vivem espalhadas pelo mundo, especialmente na Europa, sendo sempre uma minoria étnica nos países onde vivem. São subdivididos em diversos grupos, como os sintos e os caló.

O termo em português “cigano” (assim como o espanhol gitano e em inglês gypsy) é uma corruptela de egípcio, aplicado a esse povo pela crença errônea de que seriam provenientes do Egito. No século XVIII, o estudo da língua romani, própria dos ciganos, confirmou que se tratava de uma língua indo-ariana, muito similar ao panjabi o ao hindi ocidental. Isso demonstrou que a origem do povo rom está no noroeste do Subcontinente Indiano, na zona em que atualmente fica a fronteira entre Índia e Paquistão. Esse descobrimento linguístico acabou sendo também respaldado por estudos genéticos. É provável que os ciganos originaram-se de uma casta inferior do noroeste da Índia, que, por causas desconhecidas foi obrigada a abandonar o país no primeiro milênio d.C.

A história do povo cigano ou rom é ainda hoje objeto de controvérsia. Existem várias razões que explicam a obscuridade. A cultura cigana é fundamentalmente ágrafa (fonte oral e que depende da memória) e despreocupada por sua história, de maneira que não foram conservados por escrito sua procedência. Sua história foi estudada sempre pelos não ciganos.

Como muita informação se perdeu, os primeiros movimentos migratórios datam do século X. Sabe-se que os primeiros grupos de ciganos chegados a Europa ocidental fantasiavam acerca de suas origens, atribuindo-se uma procedência misteriosa e lendária, em parte como estratégia de proteção frente a uma população em que eram minoria, em parte para garantir exito em seus espetáculos e atividades. Outro problema que se deve ter em conta é que a inserção (ou não) na comunidade cigana é uma questão disputada. Não existe uma delimitação clara dentro da própria comunidade (nem fora) sobre quem é cigano e quem não o é.

A procedência dos roma foi objeto de todo tipo de fantasias. Foram considerados descendentes de Caim, ou relacionados com a estirpe de Cam. Algumas tradições os identificam com magos caldeus da Síria, ou com uma tribo de Israel fugida do Egito faraônico. Uma das características mais marcantes da cultura cigana é o nomadismo, ou seja, não ter lugar fixo para morar. Apesar disso, alguns descendentes já estão se fixando em alguns lugares. Mas a maioria prefere viver viajando pelo mundo . E quando se trata desse assunto, viver pelo mundo, o mesmo clima de mistério e misticismo envolve a questão. Uma antiga lenda balcânica os faz forjadores (ou ladrões) dos pregos da cruz de Cristo, motivo pelo qual teriam sido condenados a errar pelo mundo, se bem que não há qualquer evidência que situe aos ciganos no Oriente Médio nessa época.

Outra versão é a que acreditam terem sido eles que aconselharam Judas a vender Cristo. Mas nem tudo é castigo. Uma outra lenda diz que um cigano tirou o quarto prego do pé de Jesus que, assim, o teria perdoado, bem como os seus descendentes, de todos os pecados.

(mais…)

Anúncios