Posts com Tag ‘causas’

stress_01O estresse é uma dos principais inimigos na luta contra o excesso de peso. Pelo menos é o que comprova um estudo realizado pela Universidade Göteborg, na Suécia. A pesquisa de autoria do médico Per Björntorp, do Departamento de Doenças do Coração, mostra que em situações de extrema tensão, o organismo tende a liberar uma quantidade maior de cortisona e adrenalina, hormônios ligados a situações de perigo que aceleram o ganho de peso até mesmo de boca fechada.

Quanto mais tensão, maior o risco de engordar. Pior. Esse tipo de obesidade invariavelmente desencadeia doenças como diabetes, hipertensão arterial, infarto e derrame.

Ao analisar a taxa de cortisona em pessoas submetidas à mesma carga de stress durante um dia normal de trabalho, Björntorp descobriu que
algumas liberavam muito mais hormônio que outras. O teste foi feito com a coleta de saliva em várias fases do dia, e o resultado foi surpreendente.

mulher-pesar-balancaSegundo o médico há três grupos: no primeiro, o nível de cortisona subiu em situações estressantes e logo voltou ao normal. Nesse grupo estavam indivíduos magros e sem problemas de colesterol ou açúcar. No segundo, a taxa cresceu muito e demorou a regredir. Foram registradas alterações de colesterol, açúcar e pressão arterial, além de maior número de obesos. No terceiro grupo, o nível de cortisona manteve-se alto. Foi ali que houve maior incidência de problemas de peso, pressão arterial e taxas altas de colesterol e açúcar. Quando investigou as razões de tamanha variação, o médico descobriu que as pessoas mais sensíveis ao stress têm alterações no gene receptor da cortisona.

Pesquisas realizadas pela equipe do endocrinologista Amélio Godoy, do Instituto de Endocrinologia e Diabetes do Rio de Janeiro, sobre o comportamento das glândulas supra-renais em pacientes com obesidade provocada por stress, comprovaram as pesquisas de Björntorp. Essas glândulas, que secretam hormônios responsáveis pelo metabolismo, quando muito estimuladas pela produção de cortisona, aumentam de tamanho. Como elas se localizam acima dos rins, a gordura concentra-se no abdome. A equipe descobriu ainda que, em boa parte dos casos, as pessoas que têm esse tipo de obesidade engordaram a partir de choques emocionais, como a perda de um parente querido.

CB037953O médico descobriu que o mecanismo que aciona a obesidade pelo stress se divide em dois tipos: no primeiro, a tensão instala-se, mas existe reação para sair de uma situação incômoda. No outro, as pessoas simplesmente desistem de lutar e normalmente caem em depressão e sofrem das mesmas alterações nos níveis de cortisona provocadas pelo stress, com idênticas conseqüências: desequilíbrio nas taxas de colesterol e de açúcar e obesidade.

O tratamento indicado para esse tipo de obesidade não se restringe à orientação alimentar. Inclui táticas de defesa contra a tensão, como mais tempo para o lazer, relaxamento, terapia e até o uso de um antidepressivo moderado.

Sinais de alerta

Os sintomas abaixo são característicos da obesidade provocada por stress. Na COMER_~1presença de qualquer um deles, deve-se procurar um médico:

  • Gordura mais concentrada na região do abdome, nas coxas e nos braços ;
  • Doenças cardiovasculares, hipertensão arterial e diabetes;
  • Depressão;
  • Fome compulsiva à noite;
  • Aumento de peso após algum trauma, como separação, morte de parente próximo, desemprego.

Entenda o processo de aumento de peso

Estresse engorda porque provoca alterações metabólicas. Seja por conta de um desgaste físico ou emocional, o corpo humano aumenta a estocagem de gordura por conta de um mecanismo de defesa que ajuda o homem a “sobreviver” mesmo em condições adversas. A freqüência cardíaca aumenta para preparar os músculos para a “luta” pela sobrevivência, gerando um maior fluxo sanguíneo. São produzidos vários hormônios e gerada uma reação em cadeia na qual algumas células e hormônios ligados ao cérebro (Hipotálamo, Hipófise e Supra Renal) informam aos receptores das células adiposas a aceitarem maior quantidade de gordura, aumentando o estoque adiposo.

A oscilação hormat-9-estressemonal faz com que o organismo perca o equilíbrio tanto físico como psíquico. E na busca da ”tranqüilidade e do conforto perdido”, ocorrem os picos de ansiedade que levam a pessoa a comer mais do que o habitual, principalmente alimentos ricos em gordura e açúcar. Esse consumo resulta na secreção de endorfinas, substâncias fabricadas pelo próprio cérebro que geram a sensação de bem estar e conforto ao organismo.

Mas, o mecanismo exato pelo qual o estresse atua no ganho de peso deve ser melhor pesquisado, pois entender melhor este assunto e as fontes de estresse é importante para a solução do problema.

Especialistas recomendam:

  • Optar por uma alimentação equilibrada (saladas, frutas,  verduras, alimentos integrais, carnes, leite e derivados magros) e saudável de preferência fracionada, 5 refeições por dia (café da manhã, lanche, almoço, lanche da tarde, jantar);
    Beber sempre água (no mínimo dois litros por dia) por isso sempre ande com uma garrafinha ou squizze;
  • Praticar exercícios no mínimo 3 vezes por semana (1 hora), escolher uma modalidade que proporcione prazer e disciplina;
  • Dormir bem;
  • Controlar o nível de estresse.
Anúncios

chule

Não é agradável para ninguém ter que ficar com os braços sempre abaixados ou não poder tirar os calçados por causa de mau cheiro. Alguns ‘odores’ exalados por homens e mulheres, adultos e até em crianças nem sempre são agradáveis, como os das axilas e dos pés. São os famosos chulé e asa ou cecê. O problema é tão sério que dificulta a convivência, causando constrangimento pessoal e profissional também, trazendo mal estar  pois as pessoas com o problema muita vezes são taxadas por falta de higiene, mas nem sempre o problema é esse.

A bromidrose, nome cientifico da doença, está associada a hiperidrose (excesso de transpiração). O aumento da umidade local com acúmulo de bactérias e fungos causam o odor desagradável. As bactérias se proliferam com maior intensidade em ambientes úmidos e quentes, por isso, pessoas que transpiram mais, podem ter maiores problemas com o mau cheiro nas axilas ou em outras regiões do corpo, como os pés. Essa situação pode ser revertida com cuidados específicos e a ajuda de um dermatologista.

As causas da Bromidrose axilar (mau cheiro nas axilas), além da possível falta de higiene, são associadas as idade, normalmente o problema aparece na puberdade, devido a alterações hormonais. Os orientais são menos propensos a ter bromidrose, ao contrário dos negros, que produzem mais suor — em relação aos brancos — podem apresentar odor com cheiro característico. Fatores emocionais como nervosismo e ansiedade pode aumentar a sudorese e consequentemente o odor.

O mau cheiro nos pés é causado pela ação de bactérias e pela descamação dos pés. É mais aos homens, que transpiram mais nesta parte do corpo. Piora com o uso de calçados fechados, principalmente sem meias.

Prevenção

Em alguns casos mais simples existem tratamentos que podem resolver ou pelo menos amenizar o problema. Mas, em casos mais complexos, alguns médicos indicam a cirurgia para para a retirada de glândulas das axilas que produzem suor e, conseqüentemente, o odor desagradável. Eles alegam que a sudorese faz parte do equilíbrio homeostático (de líquidos) do organismo. Alguns especialistas indicam também a aplicação de botox nos pés. A toxina botulínica, quando injetada no músculo, diminui a transpiração e o odor. Outra opção é o tratamento à base de iontoforese, um aparelho que utiliza correntes elétricas.

Para evitar o problema de mau cheiro nas axilas:
– Faça a higiene adequada do corpo, se possível tome dois banhos ao dia, pela manhã e a noite.
1234874312235_101– Ao banhar-se tenha especial atenção com as axilas, esfregue-as com uma bucha vegetal, com bastante sabonete liquido, preferencialmente sabonete liquido anti-bacteriano.
– Não use talcos nas axilas, eles não resolvem o problema da transpiração e nem do mau odor, para alem de manchar suas roupas.
– Use desodorante ou antitranspirante de qualidade, as vezes os desodorantes ‘sem perfume’ fazem mais efeito, do que os perfumados.
– No caso das mulheres, mantenha a depilação em dia, não só na axila
– Prefira roupas de tecidos como algodão. Evite usar roupas de tecido sintético, além de reter calor no corpo e favorecer o suor, produzem mau cheiro
– Usar roupas limpas, sem resíduo de sabão, e bem secas
– Em caso de transpiração excessiva nas axilas, procure um dermatologista que lhe orientará melhor.
– Não use o perfume por cima da transpiração para disfarçar, o resultado disso será catastrófico, em caso de emergência( jantar, encontro de ultima hora), dirija-se ao WC e tente higienizar a região da axila com agua, para diminuir o cheiro. Tenha sempre em mãos o desodorante sem perfume, que poderá ser reaplicado durante o dia.

Para evitar o problema dos pés:rexona
– Após o banho, secar bem os pés e entre os dedos.
– Evitar calçados fechados no verão, pois aumentam a temperatura e a transpiração.
– Usar sapato com meias limpas.
– Usar meias de algodão que absorvem melhor o suor.
– Não ande descalço em pisos úmidos.
– Use seu próprio material para cortar as unhas, alicate, tesouras, lixas.
– Não use os mesmos sapatos todos os dias.
– Use talcos ou produtos específicos para os pés que ajudarão no controle do mau cheiro.
– Ao banhar-se tenha especial atenção com os pés, esfregue-os com uma bucha vegetal, com bastante sabonete liquido, preferencialmente sabonete liquido anti-bacteriano.
– Colocar os calçados freqüentemente sob o sol e lavá-los de vez em quando, se o material permitir
– Evitar o uso de calçados fabricados com material sintético
– Usar pó secante nos pés, após o banho, e dentro dos calçados
– Existem ainda produtos como: xampus e desodorantes para tênis, gel esfoliante e palmilhas antichulé, que podem ajudar a acabar com o cheiro desagradável

Fontes: Blog da Mulher, Portais da Moda Dr Samir Haje, Correio de Uberlândia e dermatologista José Joaquim Rodrigues

Gripe ou Resfriado???

Publicado: 09/06/2009 por Elisa em Atualidades, Saúde
Tags:, , ,

Arrepio. Garganta inflamada. Nariz entupido. Tosse. Espirro. Todo mundo conhece esses sintomas. Mas, será gripe ou resfriado? Há diferença? Existe sim.

Resfriado

É uma infecção branda das vias aéreas. Pode ser causado por vários tipos de vírus, sendo o Rinovírus o mais comum. É extremamente contagioso e a transmissão é feita através de aerossóis da tosse ou espirro, e pelo contato com mãos infectadas. Os sintomas surgem 48h após o transmissão do vírus. Costuma durar de 5 a 7 dias e a maioria das pessoas apresentam de 2 a 5 infecções por ano.

Os sintomas mais comuns são a rinite, tosse e espirros. Pode acontecer dor de garganta de curta duração. A tosse seca pode durar até semanas depois do fim dos sintomas. Em adultos raramente ocorre febre.

As complicações são raras e incluem exacerbação de asma e presença de infecção bacteriana associada.

Gripe

A gripe é causada pelo vírus Influenza. Apresenta um quadro clínico mais rico que o resfriado, com febre alta, dores pelo corpo, dor de cabeça, mal estar, dor de garganta e tosse. Na gripe os sintomas costumam aparecer subitamente ao contrário do resfriado, onde eles surgem gradualmente. A tosse e a febre são sintomas precoces.

O modo de transmissão e igual ao resfriado. O tempo de doença costuma ser de até 2 semanas.

A gripe também apresenta uma maior taxa de complicações, como pneumonia pelo próprio Influenza ou por bactérias oportunistas.

Além da vacina contra a gripe, já existem remédios específicos contra o influenza que devem ser administrados com no máximo 48h do início da doença. O tratamento específico é indicado em crianças, idosos e pessoas com comprometimento do sistema imune (imunocomprometidos). Não cura a gripe, mas reduz bastante seu tempo de duração.

O tratamento de 5 dias sai por mais ou menos 150 reais. A boa notícia é que ano que vem a patente expira e os preço vão cair.

Perguntas e Respostas:

É verdade que os vírus da gripe estão em constante mutação e por isso não conseguimos criar uma defesa imunológica permanente ? – Sim, Inclusive a vacina contra a gripe é alterada frequentemente, levando em contas esses novos vírus mutantes.

Posso pegar gripe através da vacinação? –  Não, os vírus usados são mortos e incapazes de causar doença.

Algumas pessoas dizem que nunca tiveram gripe e depois da vacinação começaram a tê-la frequentemente, isso é possível? – Não, além de não fazer o menor sentido. O que acontece é que 10% dos subtipos de Influenza não são cobertos e por isso alguns pacientes vacinados podem pegar gripe. Muitas pessoas apresentam resfriados e o confundem com gripe.

A vacina da gripe cobre os vírus do resfriado? – Não.

Pode se pegar resfriado ou gripe sendo exposto ao frio? – Em geral os meses mais frios são aqueles onde há maior circulação de vírus, e as pessoas ficam mais tempo em contato umas com as outras em locais fechados. Não existe relação direta entre pegar frio e pegar gripe ou resfriado. Ninguém pega gripe porque pegou chuva ou abriu a geladeira com o corpo molhado. Para se pegar a doença é necessário contato com o vírus.

Vitamina C previne viroses? – Não há provas.

Canja de galinha é bom para curar gripe? – Não é bom, nem é ruim. Como um dos tratamentos é aumentar a ingestão de líquidos, a canja de galinha serve a esse propósito. Alimentos quentes aliviam os sintomas de dor de garganta. Mas a galinha em si, não tem nada com isso.

Fonte: Site de Curiodades