Arquivo da categoria ‘Ciência & Tecnologia’

Há relatos de escuridão em pelo menos oito estados: Bahia, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Ceará, Sergipe, Piauí e Rio Grande do Norte.

Embora o recente apagão do Nordeste, dia 31 de janeiro, ter sido atribuído ao acionamento do sistema de proteção em uma subestação no município de Jatobá, em Pernambuco, há suspeitas de que possa ter sido provocado por um repentino pulso eletromagnético ocorrido às 23h36 (Hora do Nordeste), provocado por uma tempestade solar. A informação é do Site Apolo11.

Em boletim recebido do SWPC, Centro de Previsão de Tempo Espacial dos EUA, às 02h36 UTC (23h36 no Nordeste e 00h36 em Brasília), magnetômetros instalados em Boulder, no Colorado, registraram um repentino pulso eletromagnético de 8 nanoTeslas(Tesla é a unidade de medição de campos magnéticos). No mesmo instante, quase toda a região Nordeste ficou às escuras. Segundo relatos feitos no site Painel Global, diversos carros e luzes também apresentaram funcionamento errático e intermitente, além de muita interferência nas estações de rádio.

O pulso eletromagnético detectado nos EUA teve origem após uma explosão solar ocorrida no dia 31 de Janeiro, quando uma grande quantidade de massa coronal foi ejetada da estrela. A maior parte dessas partículas seguiu em direção ao espaço, enquanto uma pequena parcela atingiu o campo magnético terrestre e pode ter provocado auroras nas latitudes médias e altas.

Ainda é muito cedo para se afirmar com certeza se de fato o pulso eletromagnético foi o responsável por fazer “cair” o sistema elétrico em diversos Estados, mas os relatos de interferências em estações de rádio associados ao exato momento que o pulso foi detectado contribuem para essa possibilidade.

De acordo com a agência de telecomunicações da ONU (Organização das Nações Unidas), o número de usuários da internet alcançou nos últimos dias de 2010, o número estimado de internautas era de 2,08 bilhões.  Na mesma data, em 2009, o número de pessoas que acessaram a internet no mundo era de 1,86 bilhão. Com essa marca, e considerando que a população mundial é de 6,8 bilhões, é possível dizer que quase uma pessoa a cada três do mundo já navegou na rede. Da grande massa de internautas que acessou a web em 2010, 57% são de países em desenvolvimento.

No que diz respeito a assinatura de banda larga fixa no mundo, o índice já ultrapassou a faixa do meio bilhão de usuários. No fim de 2010, a ONU contabilizou 555 milhões de usuários. Já o número de banda larga móvel foi bem maior: 940 milhões.

O maior crescimento no número de pessoas que acessam à internet ocorreu na Ásia e no Pacífico somando mais de 100 milhões de usuários. Ao todo, a região contabilizou 857 milhões – grande parte dessa quantia deve-se à população da China que usa a rede.

No entanto, a maior densidade de acesso ainda é na Europa, seguida pelas Américas, nos países que faziam parte da república soviética e países árabes. Essas duas últimas regiões têm apresentado crescimento constante. Só nos países árabes, por exemplo, dobrou o número de internautas em cinco anos. Hoje estima-se que há 88 milhões.

Telefonia
O número de assinaturas de telefones móveis passou a marca simbólica de 5 bilhões, comentou o secretário geral da agência de telecomunicações da ONU a jornalistas.“No começo de 2000 havia apenas 500 milhões de assinaturas de serviços móveis no mundo e 250 milhões de usuários da internet.”

O número contabilizado pelo órgão da ONU é de 5,28 bilhões de assinaturas no mundo no fim do ano passado, comparado a 4,66 bilhões de 2009. “A grande alta do número de assinaturas de telefonia móvel está diminuindo e nós não teremos mais crescimentos na casa dos dois dígitos”, disse Susan Teltscher, chefe de informações de mercado e estatística do ITU – órgão da ONU da área de telecomunicações.

As linhas fixas têm apresentado queda nos últimos quatro anos. Atualmente, no mundo, estima a ONU, há 1,2 bilhão de assinaturas.

Fonte: UOL Tecnologia e AFP

Os cientistas eslovênios chegaram a conclusão de que a luz vista por pessoa que quase morreram não é um chamado divino, mas sim excesso de dióxido de carbono no sangue.

A conclusão tem como base o acompanhamento de 52 pacientes com problemas do coração. Desses, 11 relataram er visto túneis, luzes e flashes quando estiveram a ponto de morrer.

Fonte: BBC

As compras na internet cresceram vertiginosamente. A expectativa do e-Bit é que até o final do ano de 2010 as vendas girem em torno de R$ 13,6 bilhões, uma alta de 30%, se comparado a 2009. Já o número de consumidores deve alcançar 23 milhões, o que representaria uma elevação de 35%. Segundo levantamento da E-bit, empresa de e-commerce, as vendas de Natal pelas internet devem crescer cerca de 40% em relação ao ano passado, correspondendo a um faturamento de R$ 2,2 bilhões.

Isso se deve principalmente porque supermercados, drogarias, livrarias, lojas de roupa, a maioria das grandes lojas do comércio possuem, além do estabelecimento físico, lojas virtuais que permitem às pessoas comprar todo tipo de produto sem sair de casa. O comércio online já atingiu praticamente todos os ramos do mercado. A grande novidade são os sites de compras coletivas. O objetivo deles é promover grandes descontos em vários estabelecimentos comerciais, atingindo o maior número de clientes possível.

Em março deste ano estreou o Peixe Urbano, que já está no Rio de Janeiro e em São Paulo. Logo depois nasceu o Compra3. Agora chegam à rede o ClickOn e o Coletivar.

Como funciona
O princípio das compras coletivas é simples. Assim que uma oferta é anunciada no site – com descontos que, em alguns casos, podem chegar a 90% -, os internautas são convidados a aderir. A confirmação se dá mediante pagamento (em alguns casos, basta a pré-aprovação da transação no cartão de crédito). A oferta só passa a valer quando um número mínimo de adesões é atingido. Quando isso ocorre, o pagamento é realmente efetivado e os participantes recebem, por e-mail, um cupom ou voucher para apresentar à empresa conveniada.

As empresas que já aderiram revelam que os resultados obtidos surpreendem. Além do retorno financeiro para os estabelecimentos, o aumento no número de clientes também é significativo. Também é uma boa maneira para divulgar o nome e tornar o empreendimento mais conhecido entre o público. O sucesso dos sites de compras coletivas se dá pela propaganda boca a boca. Isso é mais evidente quando as ofertas são de restaurantes e lanchonetes. Bastam dois clientes aderirem à oferta e chamar os amigos para aproveitar que rapidamente o número mínimo de clientes necessários para validar a promoção é atingido.

Não há como negar que a ideia dos serviços de compras coletivas é boa, sendo muito difícil não cair na tentação dos chamativos descontos, que podem chegar a 90% em alguns casos. Porém, como em qualquer compra online, alguns cuidados são necessários para não transformar o seu “negócio da China” em dores de cabeça e aborrecimentos.

Termos de uso
Não são raras as reclamações de usuários que se sentiram enganados e acabaram perdendo a razão por não terem lido os termos de uso dos sites. Esse termo funciona como um contrato, no qual ficam estabelecidos os direitos e deveres das pessoas que utilizam o serviço. Ler este documento é uma forma de entender como o site funciona e também quais são os seus direitos caso alguma coisa não saia conforme o combinado. Além disso, em posse dos termos de uso do site o usuário pode exigir o cumprimento de alguma cláusula prevista no contrato que foi desrespeitada.

Prazos
Antes de finalizar a compra de qualquer oferta, fique atento à data de validade do cupom. O usuário precisa ter em mente que, além dele, muitas outras pessoas se interessaram e adquiriram a promoção. Por isso, ao ligar para o estabelecimento marcando uma data para você usufruir do cupom, você pode acabar utilizando o serviço só daqui a alguns meses. Houve casos em que o único dia disponível para o usufruto do cupom era exatamente no dia seguinte ao do vencimento. Quando isso acontece, o usuário pode entrar em contato com o serviço de compras coletivas, ou com o próprio estabelecimento, e negociar uma solução. Para evitar este tipo de incômodo é preciso ficar de olhos das datas de validade do cupom e, se possível, ligar para o estabelecimento a fim de marcar um horário logo após a negociação ser concretizada.

Cuidado com o exagero
A tentação dos descontos muitas vezes leva os compradores a adquirirem um produto no impulso, sem pensar se realmente precisam ou têm como pagar por ele. Às vezes a quantidade de promoções compradas é tão grande que os usuários não dão conta de usufruir delas antes do vencimento.

Confie, mas nem tanto
A proposta dos sites de compras coletivas é justamente oferecer grandes promoções em produtos e serviços. Por isso, uma mercadoria ter quase 90% de desconto não significa que ela seja ruim. Muitas vezes os estabelecimentos lucram com o volume de produtos vendidos, e não com o valor propriamente dito.
Esta prática é totalmente legal, no entanto é preciso ficar de olho na chamada “maquiagem de preços”, ou seja, o site anuncia como uma promoção, mas na verdade o preço é o integral. Outra prática ilegal é utilizar preços mentirosos para dizer que o produto está em promoção. A melhor forma de evitar este tipo de problema é consultar o estabelecimento antes de fechar negócio.

Seja curioso
Na internet é possível encontrar sites de reclamação, no qual os usuários podem expressar sua opinião a respeito de algum serviço prestado. Antes de aceitar qualquer oferta, procure na rede mundial de computadores se alguém já teve problemas com o estabelecimento ou mesmo com o site de compras coletivas que você está usando.

Ter uma reclamação pode não significar nada, mas caso haja muitas reclamações referentes ao serviço, desconfie. Além disso, pesquise e entenda a respeito das formas de pagamento. Caso fique alguma dúvida, entre em contato com o site.

Fonte: Baixaki

Foto: Nasa

O telescópio espacial  Hubble detectou uma bola de gás na Grande Nuvem de Magalhães, galáxia vizinha à nossa, a 160 mil anos-luz da Terra. Formada após a explosão de uma supernova há quatro séculos, essa esfera tem sido registrada em uma série de observações feitas entre 2006 e 2010. 
 
A forma, que parece uma concha, flutua serenamente no espaço e chama-se SNR B0509-67,5 (ou SNR 0509 para abreviar).

Os astrônomos acreditam que as ondulações na superfície da bolha podem ser causadas tanto por variações na densidade de gás interestelar quanto por fragmentos da explosão inicial. A mortalha em forma de bolha de gás tem 23 anos-luz de diâmetro e está em expansão a mais de 18 milhões de quilômetros por hora.

Fonte: UOL Ciência e Saúde