Construção da Imagem Mental

Publicado: 03/05/2012 por Kakao Braga em Atualidades, Psicologia & Comportamento
:: Por Ana Lúcia de Mattos Santa Isabel ::
 
 “A essência da decisão pioneira é : aqueles que escolheram mudar seu paradigma logo no início , o fazem não pela cabeça, mas pelo coração. “(Joel Baker)

No desafio de causar “mudanças na consciência pelo poder da vontade”, o emprego correto da faculdade de imaginação é de suprema importância, pois, como foi dito pelo filósofo Spinosa : “O grande obstáculo ao comportamento inteligente é a vividez superior de situações presentes quando comparadas com as memórias projetadas que chamamos imaginação.

Assim como a mente concebe uma coisa segundo os ditames da razão, ela será igualmente afetada se a idéia for de qualquer coisa presente, passada ou futura.

Por meio da imaginação e da razão transformamos dotes de nosso futuro e deixamos de ser escravos de nosso passado.”

A imaginação pode ser conceituada com o poder da mente em formar imagens mentais . Partindo deste conceito, veremos que as atribuições consagradas por uso, pelo chamado “homem prático”, são muito mais amplas do que se pensa, pois qualquer coisa a  ser construída no nível prático precisa ser construída antes como uma imagem em nossa mente.

Esta construção da visão de futuro e da comunidade da visão , para citar Joel Baker, tão procuradas hoje pelos profissionais de Recursos Humanos é um conceito que remonta à Grécia antiga , mais exatamente a Platão com sua crença de que tudo o que nos habituamos a chamar de realidade é uma sombra da verdadeira imagem arquétipica que contemplamos no mundo Ideal, o mundo das Idéias.

A moderna administração de RH estimula a criação da imagem mental, pois sabe que o esforço imaginativo , mesmo que não resulte em ganhos imediatos, é um poderoso instrumento para abrir canais por onde as realizações duradouras, comprometimento com a missão da empresa, motivação, estabelecimento de metas possam ocorrer .

Vamos retornar por um instante à nossa consideração sobre a mente humana. A mente subconsciente é mais velha, em termos de desenvolvimento evolutivo, do que a mente consciente e retém um traço de seu passado imemorial que, como já dissemos , se processa por imagens e não por palavras.Cada um dos cinco sentidos físicos envia para o cérebro uma série de imagens visuais, tácteis, auditivas, olfativas, gustativas, e essas imagens são relacionadas na mente subconsciente com as emoções correspondentes. Se, entretanto, alguém introduz imagens cuidadosamente selecionadas na mente subconsciente , pode, então, evocar uma emoção ou atitude correspondente; exatamente aquela que se deseja. Este procedimento é chamado de ancoragem .

Uma vez que as emoções são os aspectos subjetivos da energia instintiva que jorra dos níveis mais profundos da mente , fica claro que, pelo uso correto de tal evocação consciente , o potencial ou pressão da vida na personalidade pode ser imensamente intensificado . Com o uso da PNL, as imagens que saltam da mente, procedente dos vários sentidos , são usadas como “sugestões “ para a mente consciente, a qual, devido à condição particularmente sensitiva , foi induzida a seguir a linha sobre a qual está se concentrando.Antes, contudo, que estas imagens possam produzir os seus efeitos, a mente tem que ser condicionada à imagem . Consciente e persistentemente, a imagem tem que ser preservada na mente e associada à emoção ou à atitude mental desejadas, até que , com a imagem mantida, automaticamente a emoção ou atitude mental jorre do nível do subconsciente para o consciente oportunizando, através da mudança de consciência , a mudança de comportamento.

O limiar da consciência, o bloqueio da mente vígil, deve ser diminuído , para que o nível subconsciente possa emergir dentro da consciência e se tornar disponível para o poder sugestivo da idéia escolhida . As alterações de consciência alcançadas dependerão dos símbolos usados e, também, da quantidade de associações conscientes de idéias que forem trabalhadas.

É importante ressaltar que ao trabalharmos com associação de idéias que estas dependem do vínculo mental entre os vários detalhes e a idéia central e que este vínculo pode ser criado voluntária ou involuntariamente.

No primeiro caso, isso é feito associando-se as ideias de forma consciente e deliberada e , no segundo caso, a associação é imediata e subconsciente.As associações involuntárias freqüentemente parecem ser muito mais poderosas do que as criadas deliberadamente, pois representam as operações diretas da mente subconsciente. Mas os vínculos de associações deliberadas podem ser igualmente poderosos se forem corretamente construídos e este treinamento da imaginação pictórica que é uma das base do Coaching Integral . Por intermédio desse treinamento deliberado torna-se possível ligar certas imagens pictóricas ou sensoriais com as suas emoções ou atitudes mentais correspondentes , e a associação dirigida faz com que a resposta emocional ou comportamental apropriada surja sempre que as imagens sensoriais são recebidas.

A compreensão deste processo nos auxilia na criação de uma estrutura , um processo, uma disciplina que torne as pessoas capazes de duplicarem a excelência onde quer que a encontrem. Enfim , prepara modeladores , capazes não só de aprender padrões de sucesso , mas também de ultrapassá-los , criando os próprios modelos, tornando a vida mais agradável e menos sujeita ao acaso.

:: Ana Lúcia de Mattos Santa Isabel é consultora de comunicação.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s