Compras coletivas: como funcionam e que cuidados tomar

Publicado: 23/12/2010 por Andrew em Atualidades, Ciência & Tecnologia, Psicologia & Comportamento

As compras na internet cresceram vertiginosamente. A expectativa do e-Bit é que até o final do ano de 2010 as vendas girem em torno de R$ 13,6 bilhões, uma alta de 30%, se comparado a 2009. Já o número de consumidores deve alcançar 23 milhões, o que representaria uma elevação de 35%. Segundo levantamento da E-bit, empresa de e-commerce, as vendas de Natal pelas internet devem crescer cerca de 40% em relação ao ano passado, correspondendo a um faturamento de R$ 2,2 bilhões.

Isso se deve principalmente porque supermercados, drogarias, livrarias, lojas de roupa, a maioria das grandes lojas do comércio possuem, além do estabelecimento físico, lojas virtuais que permitem às pessoas comprar todo tipo de produto sem sair de casa. O comércio online já atingiu praticamente todos os ramos do mercado. A grande novidade são os sites de compras coletivas. O objetivo deles é promover grandes descontos em vários estabelecimentos comerciais, atingindo o maior número de clientes possível.

Em março deste ano estreou o Peixe Urbano, que já está no Rio de Janeiro e em São Paulo. Logo depois nasceu o Compra3. Agora chegam à rede o ClickOn e o Coletivar.

Como funciona
O princípio das compras coletivas é simples. Assim que uma oferta é anunciada no site – com descontos que, em alguns casos, podem chegar a 90% -, os internautas são convidados a aderir. A confirmação se dá mediante pagamento (em alguns casos, basta a pré-aprovação da transação no cartão de crédito). A oferta só passa a valer quando um número mínimo de adesões é atingido. Quando isso ocorre, o pagamento é realmente efetivado e os participantes recebem, por e-mail, um cupom ou voucher para apresentar à empresa conveniada.

As empresas que já aderiram revelam que os resultados obtidos surpreendem. Além do retorno financeiro para os estabelecimentos, o aumento no número de clientes também é significativo. Também é uma boa maneira para divulgar o nome e tornar o empreendimento mais conhecido entre o público. O sucesso dos sites de compras coletivas se dá pela propaganda boca a boca. Isso é mais evidente quando as ofertas são de restaurantes e lanchonetes. Bastam dois clientes aderirem à oferta e chamar os amigos para aproveitar que rapidamente o número mínimo de clientes necessários para validar a promoção é atingido.

Não há como negar que a ideia dos serviços de compras coletivas é boa, sendo muito difícil não cair na tentação dos chamativos descontos, que podem chegar a 90% em alguns casos. Porém, como em qualquer compra online, alguns cuidados são necessários para não transformar o seu “negócio da China” em dores de cabeça e aborrecimentos.

Termos de uso
Não são raras as reclamações de usuários que se sentiram enganados e acabaram perdendo a razão por não terem lido os termos de uso dos sites. Esse termo funciona como um contrato, no qual ficam estabelecidos os direitos e deveres das pessoas que utilizam o serviço. Ler este documento é uma forma de entender como o site funciona e também quais são os seus direitos caso alguma coisa não saia conforme o combinado. Além disso, em posse dos termos de uso do site o usuário pode exigir o cumprimento de alguma cláusula prevista no contrato que foi desrespeitada.

Prazos
Antes de finalizar a compra de qualquer oferta, fique atento à data de validade do cupom. O usuário precisa ter em mente que, além dele, muitas outras pessoas se interessaram e adquiriram a promoção. Por isso, ao ligar para o estabelecimento marcando uma data para você usufruir do cupom, você pode acabar utilizando o serviço só daqui a alguns meses. Houve casos em que o único dia disponível para o usufruto do cupom era exatamente no dia seguinte ao do vencimento. Quando isso acontece, o usuário pode entrar em contato com o serviço de compras coletivas, ou com o próprio estabelecimento, e negociar uma solução. Para evitar este tipo de incômodo é preciso ficar de olhos das datas de validade do cupom e, se possível, ligar para o estabelecimento a fim de marcar um horário logo após a negociação ser concretizada.

Cuidado com o exagero
A tentação dos descontos muitas vezes leva os compradores a adquirirem um produto no impulso, sem pensar se realmente precisam ou têm como pagar por ele. Às vezes a quantidade de promoções compradas é tão grande que os usuários não dão conta de usufruir delas antes do vencimento.

Confie, mas nem tanto
A proposta dos sites de compras coletivas é justamente oferecer grandes promoções em produtos e serviços. Por isso, uma mercadoria ter quase 90% de desconto não significa que ela seja ruim. Muitas vezes os estabelecimentos lucram com o volume de produtos vendidos, e não com o valor propriamente dito.
Esta prática é totalmente legal, no entanto é preciso ficar de olho na chamada “maquiagem de preços”, ou seja, o site anuncia como uma promoção, mas na verdade o preço é o integral. Outra prática ilegal é utilizar preços mentirosos para dizer que o produto está em promoção. A melhor forma de evitar este tipo de problema é consultar o estabelecimento antes de fechar negócio.

Seja curioso
Na internet é possível encontrar sites de reclamação, no qual os usuários podem expressar sua opinião a respeito de algum serviço prestado. Antes de aceitar qualquer oferta, procure na rede mundial de computadores se alguém já teve problemas com o estabelecimento ou mesmo com o site de compras coletivas que você está usando.

Ter uma reclamação pode não significar nada, mas caso haja muitas reclamações referentes ao serviço, desconfie. Além disso, pesquise e entenda a respeito das formas de pagamento. Caso fique alguma dúvida, entre em contato com o site.

Fonte: Baixaki

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s