15 de agosto: Dia do Solteiro

Publicado: 13/08/2010 por Elisa em Atualidades, Psicologia & Comportamento

No dia 15 de agosto é celebrado o Dia do Solteiro.  Não se sabe exatamente como e quando surgiu isto, mas a idéia é boa, afinal, é uma espécie de desforra daqueles que no dia 12 de junho não têm com quem comemorar. Embora muitas pessoas acreditem que solteiro não tem data especial – todos os dias são dia do solteiro -, vale o registro desta data simbólica. 

Popularmente costuma-se dizer que existem dois tipos de solteiros: o solteiro por convicção e o solteiro por obrigação. Geralmente o segundo tipo é rotulado de “encalhado”.

Pesquisas indicam que aumenta o número de solteiros em todo o mundo. De acordo com o IBGE, há 74 milhões de solteiros com mais de 18 anos no país, o que representa 30% da população total do Brasil. Isso sem contar os separados, divorciados e viúvos, que somam mais 11 milhões de corações solitários, mas nem sempre infelizes.

Um estudo realizado pelo Instituto Ipsos/Marplan/EGM, entre 2007 e 2008, mostrou que as cidades brasileiras com maior número de solteiros são Salvador, Brasília e Belo Horizonte. Os motivos para esses números são vários: opção pessoal, divórcio, mudança para uma capital em busca de estudo ou trabalho, entre outros. O estudo aponta ainda que há três tipos de solteiros: o temporário, o transitório e o definitivo.

O primeiro faz referência às pessoas jovens que ainda não se casaram ou que adiaram o matrimônio em função do estudo ou do trabalho, e que não moram com os pais. O transitório se refere à pessoa que se separou e que está morando sozinho por opção, ou até que encontre outro companheiro. E o último caso, o definitivo, que faz menção às pessoas que não pretendem se casar, ou não querem se unir novamente e desejam morar sozinhos, pois prezam sua independência.

O grupo de solteiros, formado por pessoas que ganham, em média, dez salários mínimos, movimenta a economia e possibilita o crescimento de cerca de 6% do mercado de produtos para solteiros no país.

Em busca de praticidade e agilidade, esse público é responsável por 40% do consumo de produtos embalados individualmente, e preferem fazer compras em um único lugar, que ofereça produtos de diferentes segmentos. Nas grandes cidades brasileiras, cerca de 10% dos lares são formados por apenas uma pessoa. Nos bairros centrais, os solitários chegam a ocupar 25% do total de moradias.

As vantagens

Ser solteiro tem suas vantagens, o não ter que dar satisfação ao companheiro é muito bom, principalmente no caso das mulheres que são muito cobradas nesse aspecto, poder ir e vir, sem ter alguém buzinando nos meus ouvidos, é de longe o que tem de melhor, o lado negativo é que de vez em quando bate uma solidão, mas ai depende da sua criatividade para solucionar esse problema.

Boa parte dos solteiros vive muito bem, obrigado. Você pode comemorar: saindo com amigos, lendo, ouvindo música, indo à balada, indo ao cinema. Opções é que não faltam, só não vale ficar pelos cantos reclamando.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s