Você acredita em si mesmo?

Publicado: 14/05/2010 por Elisa em Atualidades, Psicologia & Comportamento
Tags:,

:: Por Reinaldo Passadori ::

O que é a autoestima? Você concorda que ela é a maravilhosa competência de amar a si próprio, de acreditar-se capaz? Pois saiba que os nossos pensamentos e ações revelam, em cada movimento que fazemos, a intensidade desta maravilhosa competência. Uns tem autoestima em alta, outros em baixa. Na verdade, quem demonstra segurança suficiente para enfrentar os acontecimentos e assumir as atitudes necessárias todos os dias, é aquele sujeito que se sente recompensado com o que ganha em dobro: amor, respeito, amizades, reconhecimento, credibilidade, entre outros valores.
 
Tenho observado quem tem autoestima. A maioria das pessoas que a tem são indivíduos felizes, que querem o melhor para si e para os outros. Quer companhia melhor para trabalhar e conviver nas horas de lazer? Quem tem autoestima sempre é o centro das atenções e está rodeado de amigos, admirado por todos que o conhecem.
 
Quase todo mundo, mesmo os mais reservados e indecifráveis, quer ser admirado e reconhecido em seu círculo social. Afinal, quanto maior a autoestima, maior é a capacidade de se relacionar, ainda mais em um mundo que sempre reservará um bom lugar para quem consegue naturalmente atuar com confiança. Para ser produtivo e querido, precisamos provocar empatia. E nada melhor do que começar sendo a pessoa que não perde o controle das emoções e age com segurança. Melhor começar sendo alguém com elevada autoestima, aquele que conhece o seu próprio valor e capacidade. Comece pela identificação das suas necessidades e aprendendo com os próprios erros. Também evite o negativismo e a recusa de elogios. A modéstia excessiva é a maior inimiga da autoestima.
 

Mas, a confiança não pode ser irreal, exagerada. Tem gente que finge ter confiança, mas isso não é o recomendável. Confiança de fachada, fake, não traz nenhum poder transformador. A confiança precisa ser verdadeira porque precisamos enfrentar os nossos medos, fraquezas e defeitos antes de reconhecer nossas qualidades. Quem tem uma confiança forçada, artificial, geralmente fechou os olhos para as próprias limitações.

Sem dúvida, vivemos quase sempre diante de cenários de incerteza sobre o futuro. É assim desde que o homem é homem. O mundo se transforma, a humanidade destrói mais do que constrói e não sabemos muito bem como será o dia de amanhã. De qualquer forma, esse mesmo mundo depende dos que passam confiança, quem pode tomar as decisões e assumir posições de risco elevado. Este é quem faz o mundo acontecer e se transformar em um lugar melhor para viver. Só pode ser alguém com autenticidade própria e capacidade suficiente para contagiar os próximos com a sua verdadeira autoestima.

Hoje existem mil saídas para lidar com o tema. Existe até a Gestão da Confiança, que serve para influenciar as equipes a atuar com espírito criativo e inovador. Seja como for, o que posso dizer para você é: tome as rédeas do seu futuro. Para isso, comece a descobrir em você as suas próprias qualidades e competências. Às vezes, parar para pensar nisso nem é preciso. No dia a dia, nas tarefas que realizamos, sabemos no que somos bons. Portanto, foque nessas qualidades, invista em você para surpreender quem está ao seu redor. Ao acreditar em si mesmo, você se transformará em um catalisador de olhares. Muitas outras capacidades serão importantes, afinal, o exemplo para quem está à sua volta, será você. Ter cuidado com o que diz e faz será fundamental.
 
A segurança e a crença em si mesmo jamais podem ser abandonadas. É quase como aquele velho ensinamento popular: “se não acreditar em mim, quem acreditará?”. Ame-se ainda hoje e celebre com vontade as suas vitórias. Ter autoestima é ser capaz de prestar atenção em si próprio.
 
:: Reinaldo Passadori é especialista em comunicação verbal e comunicação focada em gestão de pessoas/recursos humanos. É autor dos livros As 7 Dimensões da Comunicação Verbal e Comunicação Essencial – Estratégias Eficazes para Encantar seus Ouvintes – Editora Gente.

Anúncios
comentários
  1. Cynthia disse:

    Oi, Reinaldo, obrigada pela explicação.
    Muito interessante!
    Bjos da #C.R*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s