Estudo revela que 72% dos pacientes internados não se alimentam corretamente

Publicado: 27/11/2009 por Kakao Braga em Atualidades, Saúde
Tags:,

Pesquisa mundial realizada pela primeira vez no Brasil com 25 hospitais, de 11 Estados, revela que 72% dos entrevistados não se alimentam corretamente no período de internação por motivos como o sabor da comida oferecida, perder horário da refeição por causa da realização de exames e falta de apetite.

É a primeira vez que o Brasil participa de um dos maiores estudos mundiais sobre nutrição. O estudo foi realizado com 842 pacientes, em 25 hospitais públicos e privados, de 11 Estados brasileiros mais o Distrito Federal, pela NutriDia, coordenado no país pela Sociedade Brasileira de Nutrição Parenteral e Enteral.

No prontuário médico, 37,4% dos pacientes não tinham a avaliação quanto ao risco nutricional. “Entre os pacientes que apresentavam esta avaliação, 60,3% apresentavam-se em risco nutricional, ou seja, já estavam desnutridos ou tinham risco de desenvolver desnutrição durante sua internação. Em relação à perda de peso, 58,6% dos entrevistados referiram ter perdido peso nos últimos três meses, sendo que a maioria perdeu entre 2 a 3 kg ou não sabia informar quantos quilos havia perdido”, ressalta José Spolidoro, presidente da SBNPE.

Realizado anualmente na Europa desde 2006, o Nutridia é feito atualmente em 27 países e tem como objetivo conscientizar os profissionais da saúde sobre a importância da alimentação adequada para o processo de recuperação do paciente e alertar sobre o alto número de desnutrição hospitalar, um dos principais fatores pelo aumento no tempo de internação, complicações e mortalidade. “Nossos problemas coincidem com os problemas encontrados em outros países. O resultado do estudo servirá para despertar a consciência dos profissionais de saúde em relação aos aspectos nutricionais do paciente”, diz Spolidoro.

Risco de mortalidade 4 vezes maior – Algumas conclusões já puderam ser obtidas a partir das edições anteriores do Nutrition Day na Europa, tais como o aumento do tempo de internação hospitalar em 50% no caso de desenvolvimento de desnutrição associada à doença de base. Isto significa, em média, seis dias a mais de hospitalização e um aumento de quatro vezes no risco de mortalidade destes pacientes, em relação aos que não apresentam desnutrição durante sua internação hospitalar.

Fonte: Target

Anúncios
comentários
  1. Victória disse:

    Mas só agora aqui no Brasil se descobriu que a comida de hospital é horrível?!…. Pelo amor de Deus mas o meu país é mesmo um paiseco!….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s