Estudo: Terra pode ficar 4ºC mais quente em 50 anos

Publicado: 14/10/2009 por Andrew em Atualidades, Ciência & Tecnologia, Meio Ambiente
Tags:
Nasa/NSIDC/Boulder University

Nasa/NSIDC/Boulder University

Um estudo elaborado por cientistas do Centro Hadley na Grã-Bretanha, alerta para o aumento da temperatura da Terra em 4ºC nos próximos 50 anos.

Os especialistas acreditam que previsões climáticas podem sim, se concretizar num futuro próximo, caso os níveis atuais de emissões de carbono não sejam reduzidos. Os novos dados resultam de uma análise do ciclo de carbono e emissões de gases de países desenvolvidos.

Algumas consequências serão inevitáveis. No Ártico, o derretimento da neve e do gelo elevará a temperatura em até 15,2ºC.

Secas severas que afetarão o oeste e sul da África comprometendo a segurança alimentar e a saúde da população. A América Central, o Mediterrâneo, zonas costeiras da Austrália poderão sofrer com chuvas mais reduzidas.

Já a Índia que todos os anos sofre com as chuvas de monções e graves inundações, poderá ter um aumento de preciptação em cerca de 20% o que vai aumentar o risco das cheias.

O relatório foi encarado pelos especialistas como o alerta mais grave sobre o aquecimento global. Para alguns estudiosos o aumento da temperatura pode alcançar até 7ºC em cinco décadas.

Diminuir essa previsão para um aumento de 2ºC na temperatura poderia evitar consequências mais dramáticas na Terra. Mas isso, só será possível se as emissões globais causadas pela queima de combustíveis fósseis pararem de crescer antes de 2020.

Fonte: Apolo11

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s