Pular café da manhã, engorda e provoca baixo rendimento nos jovens

Publicado: 28/08/2009 por Elisa em Atualidades, Saúde
Tags:,

Com a volta às aulas, os adolescentes acordam cansados porque ainda estão fora do ritmo e costumam ignorar o café-da-manhã. Um hábito ruim que aumenta as chances para o ganho de peso e baixo rendimento escolar.

“Sem comer pela manhã, os adolescentes chegam ao lanche do intervalo com fome e abusam de alimentos calóricos, ricos em gorduras e carboidratos. Isso condiciona o organismo de maneira errada. O ideal é se alimentar a cada três horas de forma equilibrada”, alerta a nutricionista Adriane Alves Marchisete, do Hospital Infantil Sabará.

O café-da-manhã é o momento ideal para que sejam consumidas fibras por meio de cereais, frutas frescas e sucos naturais. De acordo com a especialista, as fibras são essenciais para manter o bom funcionamento do intestino e evitar problemas de constipação.

A nutricionista ainda lembra que o café-da-manhã é também um momento oportuno para ingestão de leite e seus derivados, fontes de cálcio e vitamina D. “O cálcio é essencial para a formação dos ossos e prevenção de osteoporose. Já a vitamina D auxilia na absorção de cálcio”, destaca.

Mas também não é necessário abusar. A refeição matinal deve representar 25% das calorias que consumirá ao longo do dia. O ideal é que o café-da-manhã inclua laticínios (leite e derivados), cereais ricos em fibras, pães integrais, frutas ou sucos naturais.

Ao dormimos o organismo gasta energia para manter funções básicas, como controle cardíaco, respiração, equilíbrio de temperatura, e esse complexo mecanismo consome calorias. “Por isso é importante se reabastecer na primeira refeição do dia. E pesquisas já mostraram que pular essa refeição diminui a função cognitiva e a capacidade de concentração”, destaca a nutricionista do Hospital Infantil Sabará.

Se todas essas conseqüências não bastam para convencer os “sem-café-da-manhã”, é bom saber que o hábito também engorda. “O cérebro percebe que o organismo está sem energia armazenada e faz com que as pessoas comam mais e alimentos calóricos na primeira oportunidade”, finaliza.

A nutricionista Karina Giane Mendes, especialista em saúde coletiva e educação nutricional, e professora da Universidade de Caxias do Sul, lista os erros mais comuns cometidos em regimes e dá boas dicas para perder peso e ganhar saúde:

Comportamento

  • Não omita nenhuma refeição. Café da manhã, almoço e jantar são essenciais. Não pense que comendo muito pouco irá emagrecer mais rápido. Isso não vai acontecer. A incerteza de quando virá a próxima refeição fará o organismo gastar menos calorias, e a dieta vai travar.
  • Faça lanches nos intervalos das três principais refeições do dia. O corpo só funciona com um combustível especial, que é a comida. Se você não come nos intervalos, o seu organismo fica “desesperado” por combustível e é grande o risco de devorar qualquer coisa que aparecer pela frente na refeição seguinte.
  • Coma devagar. Mastigue bastante os alimentos. Isso aumenta a saciedade e diminui o apetite.
  • Não saia de casa com fome, principalmente ser for a uma festa ou ao supermercado.

Alimentação

  • Fruta é saudável, mas não coma sem medida. Ingira no máximo quatro frutas por dia, nos horários de lanche.
  • Não se esqueça de tomar líquidos, pelo menos cerca de 1,5 litro por dia. Durante a refeição, não tome mais que um copo. Esse 1,5 litro pode ser de água, chá, chimarrão ou limonada. Mas tome mais água do que os outros líquidos.
  • Prefira alimentos puros, cozidos ao vapor, assados, ensopados.
  • Evite o consumo de alimentos cujas fórmulas associam altos índices de gordura e sal, como embutidos, bacon, manteiga, toucinho, maionese, nata, creme de leite.
  • Prefira queijos magros, leite e iogurtes desnatados. O leite desnatado tem a metade das calorias do leite integral. Cada copo de leite integral tem sete gramas de gordura enquanto o leite desnatado não tem nenhuma. A gordura presente no leite integral é semelhante à que encontramos na pele de galinha, na carne gorda, nas frituras.
  • Aumente o consumo de fibras, ingerindo frutas e verduras cruas e cereais integrais (pão de centeio, arroz integral, farelos de trigo e aveia). Eles ajudam no funcionamento do intestino.
  • Evite o excesso de sal. O grande vilão contido no sal de cozinha é o sódio, capaz de elevar a pressão arterial. Além do sal, outros alimentos que contêm doses consideráveis de sódio devem ser evitados, entre eles: carnes processadas (presunto, mortadela, copa, salsicha, lingüiça, salame), caldos concentrados, sopas prontas, aquelas de pacotinho, e massas instantâneas.

Fonte: Hospital Infantil Sabará e Wall Street Fitness

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s