Três passos para uma vida saudável

Publicado: 24/08/2009 por Kakao Braga em Atualidades, Saúde
Tags:, ,

obejtivo:: Por Rúbia N. Pinho ::   

1º passo: é preciso ter bem claro os objetivos almejados e compreender racionalmente a motivação para as escolhas, caso contrário se torna uma emoção passageira e inatingível;

2º passo: é preciso conhecer o território e o endereço para chegar aos objetivos estabelecidos, ou seja, é essencial desenhar um mapa adequado, atualizado e consciente dos desafios, inclusive as limitações e habilidades pessoais;

3º passo: é preciso acreditar, perseverando alcançar os objetivos, inclusive os intermediários, agindo no fortalecimento das habilidades e superando as limitações.
 
Mas, como: 

  • menteUma mente desconexa, diante das dificuldades diárias, tem condição de pensar ou seguir estes três passos?
  • Um corpo adoecido tem possibilidade de cura? 
  • Alguém emocionalmente desequilibrado tem tranqüilidade para desenhar o caminho das soluções em sua vida? 
  •  Uma pessoa com problemas financeiros consegue lembrar a abundância de soluções disponível a ela?
  • Um indivíduo enfraquecido espiritualmente pode ter consciência do seu Poder Divino?

De qualquer forma, quer queira ou não, o ser humano está imerso na dualidade natural da condição humana. Como tudo tem um motivo para existir, a função da doença é desejar a saúde, a função do sofrimento é despertar para a felicidade, etc. Isso tudo é possível graças ao desejo, este é o princípio para muitas pessoas.

Existem aqueles que já não passam mais pelo sofrimento para buscar a felicidade, pois compreendem e conhecem o sentido lógico da vida. Mas, muitos ainda perambulam no caminho da dualidade até chegar a um ponto quase que insuportável e é neste momento que acontece o desejo da remissão, quando o trabalho terapêutico é uma luz no caminho do aspirante à liberdade de todos os problemas.

“O terapeuta não cura, ele cuida, é o Vivente que trata e cura. O terapeuta está lá apenas para pôr o doente nas melhores condições possíveis para que o Vivente atue e venha a cura.” (Jean-Yves Leloup).

A palavra “terapia” vem do grego “therapeua” e significa “dar apoio a alguém no seu caminho” (Shalila Sharamon e Bodo J. Baginski).

Desta forma é essencial buscar um profissional adequado para este auxílio.

corpoNeste caminho é de crucial importância entender que o corpo é o veículo para a conquista do objetivo almejado. Mas, o que um corpo precisa para ser um excelente veículo? Precisa, primordialmente, de uma alimentação e nutrição adequadas à sua expectativa individual. Cada corpo tem uma individualidade de necessidades, quando esta lei é desrespeitada, acontecem os desequilíbrios e as enfermidades. Uma alimentação inadequada afeta negativamente os sentidos (paladar, olfato, visão, audição e tato), alterando a percepção da vida como ela é realmente, impedindo o sucesso nos campos: físico, mental, emocional, profissional, financeiro e espiritual. Neste caso o indivíduo não consegue focar as soluções, foca apenas os problemas, porque o seu corpo passa a ser um verdadeiro problema, ele está adormecido e anestesiado pela ação química dos alimentos inadequados, estes atuam no metabolismo como anti-nutrientes (toxinas), que agridem as células vitais, tornando difícil a construção e manutenção do equilíbrio físico.

“Quem não se lembra de quando esteve doente? Todos os sentidos (paladar, olfato, visão, audição e tato) ficam fragilizados, chegam a perder a graça pela vida, não é mesmo?” Uma pessoa alimentada inadequadamente está por vezes com tais sensações e, até mesmo, sem condições de traçar claramente objetivos e metas em sua vida.

alimentosUm paciente que não gosta de determinado alimento tem todas as papilas linguais* e olfato acostumados a um determinado padrão alimentar. Não adianta apenas explicar que o alimento é saudável, é preciso propor e executar um programa de treinamento no processo educacional adequado à personalidade do indivíduo. Este programa de treinamento propicia a ultrapassagem das barreiras da resistência às mudanças inerentes a cada pessoa. Assim, ocorre a modificação das papilas linguais e, conseqüentemente, adaptação do olfato à inclusão do novo alimento como saboroso. Da mesma forma acontecem modificações em todas as células componentes do corpo, produzindo uma percepção mais aguçada e real da vida.

Diariamente, 50 bilhões de células são substituídas. Deste modo, se o corpo for diuturnamente treinado a aceitar uma alimentação adequada, significa que funcionará com a potencialidade máxima e contribuirá para a mudança genética transmitida às gerações futuras.

Se o organismo tem potencialidade para adoecer e tantas outras negatividades, tem também condições de canalizar este poder para prosperar em todos os sentidos da vida.

**Papilas linguais: são constituições do revestimento da língua que também têm função gustativa, percebendo os sabores, doce, azedo, salgado e amargo que se misturam na detecção e apuração do paladar.

:: Rúbia N. Pinho é nutricionista. Apóia a educação alimentar do Programa Inteligência Nutricional do sistema Raiz da Vida, www.raizdavida.com.br. Aracaju-SE

Anúncios
comentários
  1. Fatima da Cunha disse:

    Boas colocações foram abordadas nessa matéria, pontos importantes que muitas vezes são esquecidos foram apontados.

    Parabéns. Fico orgulhosa de ter sido sua professora.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s