Foi Mal…

Publicado: 20/05/2009 por Elisa em Atualidades, Psicologia & Comportamento
Tags:, , ,

 :: Por: Marcella Brum ::

Admitir que está errada não é agradável e muito menos fácil. Este simples ato implica em reflexão, análise e autocrítica – como podemos ver, a coisa é realmente bastante complexa. No entanto, de vez em quando, a ficha cai e notamos que de fato houve um vacilo de nossa parte. Fazer o quê? Pedir desculpas seria a resposta mais sensata e óbvia. Mas algumas criaturas ignoram o episódio e abstraem a significativa palavrinha ou uma similar da sua vida. O grande problema é que fazem isso também com a outra parte – talvez a mais interessada.

Brigas, desentendimentos, ofensas e xingamentos podem fazer parte de qualquer relacionamento – seja amoroso ou não. Passado o calor da discussão, cada um cata seus respectivos cacos e, se for de comum acordo, dão continuidade à relação. Para selar a paz nada mais adequado do que um pedido de desculpas, do responsável pelo barraco ou de ambos. Mas, mesmo parecendo tão elementar, algumas pessoas resistem como podem à idéia. “Meu marido tem esse péssimo hábito. Ele simplesmente finge que não foi nada, que a briga não existiu. Claro que isso quando o errado é ele. Se tiver sido eu, é capaz de ele ficar ofendido por meses, caso não receba um pedido formal de desculpas”, reclama a professora de inglês Teresa Castro Neves.

Mais do que o reconhecimento do erro, um pedido de desculpas pode significardesculpa1 uma pedra no assunto. Para a comissária de bordo Carolina Gurgel, é essa a função principal do gesto. “Quem está errado se retrata e quem foi magoado perdoa. A partir disso, podemos dar o caso por encerrado”, diz ela, reclamando das pessoas que dizem desculpar, mas não perdem uma oportunidade para recordar a pendenga. “A minha irmã é assim. A gente briga e se a culpa é minha, eu peço desculpas de coração aberto. Ela aceita, fica com aquele ar cheio de razão e, mais tarde, não perde uma oportunidade para jogar a história na cara”, descreve ela.

Embora o tal pedido seja esperado, aclamado e desejado por todos que se sintam magoados e ofendidos, pronunciar a palavra “desculpa” simplesmente não é indício nenhum de arrependimento. “Tem gente que pede desculpa pelo mesmo erro toda hora. Isso é insuportável: ou ela está pouco se importando ou não assimilou direito o ocorrido. Fala ‘desculpa’, ‘foi mal’ como diz ‘oi’”, indigna-se a economista Alice Maria Torres.

lençosA psicoterapeuta e psicodramatista Márcia Homem de Mello afirma que o ato de pedir desculpas sempre deve estar ligado a um significado verdadeiro para seu autor. “Se desculpar apenas para agradar a outra parte, não tem sentido. A desculpa deve ser sincera. Dessa forma, ela representa o reconhecimento de que algo desagradou ao outro, uma tentativa de reaproximação, já que a outra pessoa é importante, ou um desejo de reparar a mágoa causada, mesmo que não tenha sido intencional”, comenta a psicóloga.

Justamente por ter um significado tão abrangente é que a falta da aplicação desse vocábulo, na hora exata, acarreta complicações. Segundo Márcia Homem de Mello, dependendo do grau de importância que a outra parte dá ao problema, a ausência do pedido de desculpa pode gerar conflitos, sentimentos de mágoa ou raiva e desejos de vinganças. Por outro lado, saber desculpar também é muito importante. “Muitas vezes, a pessoa que errou é que tem a necessidade de se retratar. E isso implica em coragem e humildade para tomar essa atitude. Aceitar o pedido, então, é fundamental. Caso contrário, o ato de pedir desculpas do outro acaba sendo em vão”, conclui Márcia. No entanto, apesar de errar ser humano e pedir desculpas ser correto, banalizar o erro e arrematá-lo prontamente com a palavra desculpa ou uma similar não adianta muito. Palavras não são mágicas.

A mudança pode parecer complicada, mas a partir do momento que você assume que errou, você está pronto para aceitar a mudança… e somente precisa dar mais este passo e pronto… a sua vida vai começar a mudar.

Muitos casais tem esses problemas com atrasos, esquecimentos e coisas bobas no relacionamento… são tantas pequenas coisas que acabam marcando o fim do relacionamento, então, a desculpa que antes era bonita e até gostosa de se ouvir, se torna uma ladainha chata e sem sentido.

Faça com que as coisas sejam corretas e evite a repetição… você pode errar somente uma vez por mês… mas no final do ano, você terá errado 12 vezes… ninguém lembrará dos outros mais de 353 dias que você não pediu desculpas… então, erre pouco e peça desculpas de menos.

 Fonte: Bolsa de Mulher

Nem tudo é fácil – Cecília Meireles

É difícil fazer alguém feliz, assim como é fácil fazer triste.
É difícil dizer eu te amo, assim como é fácil não dizer nada.
É difícil valorizar um amor, assim como é fácil perdê-lo para sempre.1184815753
É difícil agradecer pelo dia de hoje, assim como é fácil viver mais um dia.
É difícil enxergar o que a vida traz de bom, assim como é fácil fechar os olhos e atravessar a rua.
É difícil se convencer de que se é feliz, assim como é fácil achar que sempre falta algo.
É difícil fazer alguém sorrir, assim como é fácil fazer chorar.
É difícil colocar-se no lugar de alguém, assim como é fácil olhar para o próprio umbigo.
Se você errou, peça desculpas… É difícil pedir perdão? Mas quem disse que é fácil ser perdoado? Se alguém errou com você, perdoa-o… É difícil perdoar? Mas quem disse que é fácil se arrepender? Se você sente algo, diga… É difícil se abrir? Mas quem disse que é fácil encontrar alguém que queira escutar? Se alguém reclama de você, ouça… É difícil ouvir certas coisas? Mas quem disse que é fácil ouvir você?Se alguém te ama, ame-o…É difícil entregar-se? Mas quem disse que é fácil ser feliz?
Nem tudo é fácil na vida…Mas, com certeza, nada é impossível Precisamos acreditar, ter fé e lutar para que não apenas sonhemos, Mas também tornemos todos esses desejos, realidade!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s