Os benefícios do Chá

Publicado: 12/05/2009 por Elisa em Atualidades, Saúde
Tags:, , , ,

O chá é uma bebida preparada através da infusão de folhas, flores, raízes de chá, ou Camellia sinensis. Geralmente é preparada com água quente. Cada variedade adquire um sabor definido de acordo com o processamento utilizado, que pode incluir oxidação, fermentação, e o contato com outras ervas, especiarias e frutos.

A palavra “chá” é também usada popularmente para referenciar qualquer infusão de fruto ou erva como a camomila ou a cidreira, mesmo não contendo folhas de chá. Este artigo debruça-se sobre o verdadeiro chá.

Os quatro tipos de chá são distinguíveis pelo seu processamento. Camellia sinensis é um arbusto sempre verde cujas folhas, se não são logo secas depois de apanhadas, rapidamente começam a oxidar. Este processo lembra a maltização da cevada; as folhas ficam progressivamente escuras, assim que a clorofila se quebra. O processo seguinte no processamento é parar o processo de oxidação num estado predeterminado removendo a água das folhas via aquecimento. O termo fermentação é frequente e erroneamente usado para descrever este processo, mesmo que na verdade nenhuma verdadeira fermentação aconteça (ou seja, o processo não é digerido por microorganismos).

O chá é tradicionalmente classificado em quatro grupos principais baseados no grau de oxidação:

  • Chá branco: folhas jovens (novos botões que cresceram) que não sofreram efeitos de oxidação; os botões podem estar escudados da luz do sol para prevenir a formação de clorofila.
  • Chá verde: a oxidação é parada pela aplicação de calor, quer através de vapor, um método tradicional japonês, ou em bandejas quentes — o método tradicional chinês).
  • Oolong (烏龍茶): cuja oxidação é parada algures entre o chá verde e o chá preto.
  • Chá preto: oxidação substancial. A tradução literal da palavra chinesa é chá vermelho, o que pode ser usado entre os fãs de chá.
    variações pouco comuns: estão disponíveis várias preparações de chá que não se enquadram na nomenclatura usual.

Origem e disseminação do chá
Historicamente, a origem do chá como erva medicinal útil para se manter desperto não é clara. O uso do chá, enquanto bebida social data, pelo menos, da época da dinastia Tang.

Os primeiros europeus a contactar com o chá foram os Portugueses que chegaram ao Japão em 1560.

Em breve a Europa começou a importar as folhas, tendo a bebida tornado-se rapidamente popular, especialmente entre as classes mais abastadas em França e Países Baixos. O uso do chá em Inglaterra é atribuído a Catarina de Bragança, princesa portuguesa que casou com Carlos II de Inglaterra) e pode ser situado cerca de 1650.

O carácter chinês para chá é 茶, mas tem duas formas completamente distintas de se pronunciar. Uma é ‘te’ que vem da palavra malaia para a bebida, usada pelo dialecto Min-nan que se encontra em Amoy. Outra é usada em cantonês e mandarim, que soa como cha e significa ‘apanhar, colher’.

Pronúncia
Esta duplicidade fez com que o nome do chá nas línguas não chinesas as dividisse em dois grupos:

  • Línguas que usam derivados da palavra Te: alemão, inglês, dinamarquês, hebraico, húngaro, finlandês, indonésio, italiano, letão, tamil, sinhala, francês, neerlandês, espanhol, arménio e latim científico.
  • Línguas que usam derivados da palavra Cha: hindi, japonês, português, persa, albanês, checo, russo, turco, tibetano, árabe, vietnamita, coreano, tailandês, grego, romeno, swahili, croata.

Influência sobre a saúde
O chá é tradicionalmente usado nos seus países de origem como uma bebida benéfica à saúde em vários aspectos. Recentemente, cientistas têm se dedicado aos estudos dos efeitos do chá sobre o organismo, bem como a conhecer melhor as substâncias que promovem esses efeitos. Todos os tipos de chá possuem praticamente as mesmas substâncias, porém em concentrações muito diferentes devido aos processos de preparação.

Estudos sugerem que o chá tem muitas propriedades benéficas importantes, por exemplo: é anticancerígeno, aumenta o metabolismo, ajuda o sistema imunológico, reduz o mau-hálito, diminui o stress, tem efeitos sobre o HIV. É no entanto necessária alguma precaução em relação a estas conclusões, porque não existem praticamente resultados científicos conclusivos e além disso alguns dos estudos feitos (particularmente na China) têm por detrás grandes interesses económicos.

É no entanto de salientar que o excesso de consumo, ou o consumo de chá mal conservado ou mal preparado, têm também efeitos negativos para a saúde. Em particular, o chá possui fluoretos (provocam osteoporose e artrite e são cancerígenos), cafeína (provoca doenças do sono), e oxalatos (provocam problemas renais). Mas, em geral, pode-se dizer que o chá tem sobretudo efeitos benéficos, porque todas estas substâncias têm efeitos benéficos se ingeridas em pequenas quantidades.

Chá e Saúde
Segundo o folclorista Alceu Maynard Araújo, o chazinho é um remédio para todas as idades. É preparado com água fervida, plantas é geralmente adoçado e tomado morno ou quente. Não há pelo Brasil afora comadre ou avó que não tenha a receita de um chazinho para curar qualquer tipo de mal estar.

  • Chá de folha de abacateiro – persea gratíssima – para os rins e bexiga.
  • Chá de canela – sinnamonun zeylanicum – para suadouro
  • Erva doce – pimpinella anisum L. – para dor de barriga
  • Folha de figo – ficus carica – para o fígado
  • Hortelã – mentha viridis L. – contra gases e vermífugo
  • Losna – arthemísia abisinthium – para dor de barriga e vesícula
  • Louro – laurus nobile L. – contra insônia
  • Cabelo de milho – Zea mays – diurético. Ajuda a arrebentar sarampo e catapora
  • Quebra pedra – phyllantos niruri L. – diurético, contra pedras nos rins e ácido úrico
  • Flor de ibisco – rosa cinensis L. – diurético e adstringente.
  • Boldo do chile – peumus boldus – estimula o fígado e vesícula
  • Camomila – matricaria chamomilla – digestivo e calmante
  • Capim-cidreira – cymbopogon citratus – calmante e digestivo
  • Erva-cidreira – melissa officinalis – sedativo, ajuda a dormir
  • Flor de laranjeira – citrus aurantium – calmante, ajuda a dormir
  • Folhas de maracujá – parsiflora edullis – calmante, diminui a ansiedade
  • Broto de goiabeira – psidium guajava – contra diarréia
  • Tanchagem – plantago major – adstringente, hemostática, bom para o aparelho digestivo
  • Chá de alho – alium sativus – contra vermes e, com mel, é ótimo contra gripes

Fonte: Wikipedia

Anúncios
comentários
  1. Nilza Alice Ferraz disse:

    Hummmmmmmmmmmmmmmmmmm,
    delicia

  2. joaob.fonseca disse:

    eu gostaria de saber como fazer cha com a folha do figo.
    abraço,
    joao fonseca

  3. Andrew disse:

    Oi João, segundo nossos consultores, faça da seguinte forma: Chá das folhas da figueira (40 g para 1 litro de água). Tome até quatro vezes ao dia. O figo possui vitaminas B1 e B2. O consumo do figo previne agregação de plaquetas que poderiam levar a derrames; é laxativo pelo seu alto teor de fibras (como as β-glucanas) e ajuda em desordens gastrointestinais; é anti-inflamatório e antioxidante; tem ação contra o vírus da herpes; pára sangramentos; reduz açúcar no sangue e colesterol; tem efeito citotóxico contra algumas celulas cancerígenas (o latex produzido pelo figo também tem este efeito); combate a doenças respiratórias. O chá da folha da figueira reduz diabetes e colesterol.

  4. Jacqueline disse:

    Tenho problemas de plaquetas baixa e gostaria de saber se chá de ibisco baixa as plaquetas. gostaria muito de tomar para emagrecer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s