Pesquisa mostra que usuários confiam mais na segurança dos bancos online do que em lojas virtuais

Publicado: 31/03/2009 por Elisa em Atualidades, Ciência & Tecnologia, Psicologia & Comportamento
Tags:, , , ,

Estudo realizado pela F-Secure, revelou como os usuários, 50% dos entrevistados, se sentem seguros ao acessar e utilizar os serviços bancários na internet do que realizar compras on-line com cartão de crédito, apenas 6% realiza tais operações.  A pesquisa foi realizada em dezembro de 2008  com 2019 usuários da Internet, entre 20 e 40 anos, nos Estados Unidos, Canadá, França, Alemanha, Reino Unido, Itália, Índia e Hong Kong. Foram entrevistadas aproximadamente 200 pessoas por país e os resultados estão no Estudo Anual Online Wellbeing.

Em todos os oito países examinados, a maioria concorda que eles estão seguros durante as transações bancárias pela Internet. Os países que se sentem mais seguros são França (62%) e os Estados Unidos (63%), mas na Alemanha, 39% ainda não estão confiantes em fazer transações bancárias on-line. Em linhas gerais, 31% de todos os entrevistados ainda estavam incertos sobre a sua segurança.

Outros dados interessantes

O phishing pode ser confundido como uma mensagem enviada por um banco conhecido, devido à semelhança em seu formato, mas na verdade é uma fraude à procura de informações pessoais. Na média do estudo, 54% sentem razoavelmente seguros de que não seriam vítimas de um e-mail phishing. Entretanto, 27% dos participantes não sabem se conseguem identificar ou não e-mails phishing. Em Hong-Kong, 26% dos entrevistados acreditam que não conseguem identificar e-mails phishing. Embora em outros países como Reino Unido (68%), Canadá (60%), e Itália (67%) os entrevistados estão mais seguros de sua capacidade para identificar este tipo de e-mail.

O ponto interessante no estudo é quanto a segurança da família ao usar a Internet. Os pais estão cada vez mais preocupados com suas crianças e o fato de estarem vulneráveis à conteúdo inapropriado, incluindo pornografia e imagem violenta. Perante a afirmação “Meus filhos estão seguros quando eles estão on-line?”, mais de um terço dos entrevistados de todos os países não concordam nem discordam da declaração. Os pais não sabem se as crianças estão seguras na rede ou não. A grande maioria (54%) dos entrevistados não concorda que os seus filhos estejam seguros on-line. Somente 2% dos entrevistados na Índia sentem que suas crianças estão seguras (concordam fortemente). Na Alemanha, 69% discordam fortemente e discordam da declaração.

Gabriel Menegatti, Diretor Técnico da F-Secure Brasil, diz: “Conforme apontado em nossa pesquisa, os pais simplesmente não sabem dizer se os seus filhos estão seguros ou não. Nós faremos tudo o que pudermos para desenvolver serviços que os ajudem a manter suas crianças seguras na Internet. Há igualmente muita incerteza em executar transações financeiras, mas parece que a base para estes sentimentos não está fundada necessariamente em uma boa compreensão das ameaças reais”.

Fonte: Dot News Comunicação e Marketing

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s